projecto-agua-e-vida-pablo

O projecto “Água é Vida na Missão do Marrere” inclui a realização de acções que vão de encontro a realidades completamente distintas: por um lado, acções dirigidas à realidade da comunidade rural local que vive no perímetro de furos artesianos; por outro lado, uma realidade que se caracteriza pela existência de inúmeras comunidades ainda não servidas por fontes de água limpa, obrigadas a recorrer aos rios e aos charcos e, por isso, muito frequentemente vítimas de doenças como a diarreia, cólera e as mais variadas parasitoses.

A Fundação Regojo apoia a abertura de um conjunto significativo de novos furos artesianos na zona do Marrere, em Nampula, e a realização de diversas acções de sensibilização sobre a melhor utilização a dar à água, por exemplo no que respeita à higiene e seus benefícios para a saúde, nos cuidados a ter na purificação da água, os perigos do consumo de água imprópria e, até, o aproveitamento de “águas cinzentas“ para pequenas hortas.

A originalidade do projecto dos missionários de Paróquia de S. João Baptista, no Marrre, da Arquidiocese de Nampula, estende-se ao envolvimento de animadores e anciãos das comunidades locais que, por sua vez, repetem a mensagem junto da população que habita o perímetro de outros furos locais. Alcança-se assim um efeito multiplicador com grande impacto local.

Na vertente da sustentabilidade, o projecto do novo furo insere-se na visão integrada do desenvolvimento das comunidades locais de Marrere, contemplando a abertura dos furos e espaços para “urbanização” na sua vizinhança, a colocação de bombas manuais (porque em lugar algum existe energia eléctrica), e a organização da comunidade local para a recolha de fundos para a manutenção equipamentos dos furos.